Souto da Carpalhosa

By Francisco | Comentários fechados em Souto da Carpalhosa

Segundo o Couseiro, esta freguesia data de época recuadíssima, podendo dar-se como existente já na segunda década do século XIII. Tendo pertencido, antes da criação do Bispado de Leiria, ao de Coimbra – embora isenta da jurisdição do Prior-mor de Santa Cruz – a freguesia do Souto viu-se privada, em 1589, dos lugares de Coimbrão, Ervideira e Monte Redondo, com que o Bispo D. Pedro Castilho fundou a nova freguesia de Monte Redondo.

De antiquíssimas tradições católicas, Souto da Carpalhosa, cuja igreja apresenta o teto artisticamente pintado pelo miniaturista Eduardo Mafra Elias, foi elevada a vigararia por D. Pedro Barbosa de Eça, em 1638. Tinham fama, nessa época, as suas peregrinações anuais aos santuários da Nazaré e de Nossa Senhora da Encarnação.

Vivendo quase exclusivamente da agricultura, a freguesia possui, como indústrias, algumas fábricas de olaria, fornos de telha, de tijolo e de cal. O fabrico de esteiras de bunho, na Carreira, é típico do Souto, onde também se faz a extração de gesso e de ocre, nas Várzeas e na Encosta de S. Martinho, respetivamente. Houve tempo em que também se fazia a exploração de cal hidráulica, agora abandonada. No Picoto, existem águas termais (uma fonte de água salgada e outra doce) de bons resultados no tratamento do reumatismo. Conquanto haja ferro próximo do Souto, continua por explorar.

Categories: Noticias historicas

Comments are closed.

Superb countryside boutique hotel