Os “Alves de Mattos”

By Francisco | Comentários fechados em Os “Alves de Mattos”

A família Alves de Mattos foi uma família abastada que se destacou no século XIX pelos diversos lugares de relevo que ocupou, pelo papel de alguns dos seus membros na cultura, no ensino e na religião.

Por exemplo, D. José Alves de Mattos, falecido em 09 de Abril de 1917, foi Professor no Seminário de Lamego, Reitor do Seminário de Santarém, Cónego da Sé de Lisboa, Provisor e Vigário Geral do Patriarcado, Arcebispo de Pessinonte e Arcebispo de Mitylene.

Date Age Event Title
6 Mar 1855 Born Souto da Carpalhosa
22 Sep 1883 28.5 Ordained Priest Priest
25 Jun 1903 48.3 Appointed Archbishop (Personal Title), Auxiliary of Lisboa {Lisbon}Portugal
25 Jun 1903 48.3 Appointed Titular Archbishop of Mitylene
8 Nov 1903 48.7 Ordained Bishop Titular Archbishop of Mitylene
9 Dec 1915 60.8 Appointed Titular Archbishop of Pessinus
14 Apr 1917 62.1 Died Auxiliary Bishop of Lisboa {Lisbon}Portugal

Mas foi sobretudo no desenvolvimento da atividade agrícola, de forma intensa e tecnologicamente avançada para a época, que se destacou o contributo desta família para a região, sobretudo durante os séculos XIX e XX, períodos de que se dispõe de mais informação.

  •      Pela doação da Capela/Igreja dos Conqueiros ao povo deste lugar, reconstruída em 1797, bem como o adro em frente da mesma, onde repousam os restos mortais de alguns dos membros da família;
  •      Pela doação da quinta do Colégio da Cruz da Areia em Leiria, feita por D. José Alves de Matos, arcebispo de Mityllene, desembargador da Relação e Cúria Patriarcal, Cónego da Sé de Lisboa e Tesoureiro da mesma Sé, conjuntamente com a sua irmã, ambos sepultados no adro da capela dos Conqueiros;

  •      Pela doação da maioria do terreno para a Escola Primária no vizinho lugar de Moita da Roda, para que aí fossem escolarizados os habitantes dos Conqueiros e da Moita da Roda;
  •      Pelo reconhecimento para o Concelho de Leiria, do valor histórico da primeira edição, em 1868, do livro “O Couseiro ou memórias do bispado de Leiria”, na pessoa do seu redator Pe. Inácio José de Matos, também ele aqui sepultado;
  •      Pelo contributo desta Quinta para o Agro museu municipal da Ortigosa, dado que aqui residiu a sua génese;
  •      Pelo contributo desta família para o trabalho e sustento de muitos homens e mulheres desta freguesia, até meados do século XX;
  •      Pelo seu papel na divulgação dos Conqueiros, da Freguesia e do Concelho, incluindo fotografias de casas típicas locais do século XIX, publicadas em livro histórico da época;
Categories: Noticias historicas
Tags: ,

Comments are closed.

Superb countryside boutique hotel